Paulo Nunes reclama da imprensa

Desde 1998, de time considerado "cemitério de craques", o Corinthians passou a transformar em ídolos os jogadores vindos de outras equipes rivais. Foram os casos de Edílson, Rincón e Luizão (ex-Palmeiras). A política prosseguiu com o atacante Paulo Nunes e o lateral Rogério, sem o mesmo êxito. Na reapresentação dos jogadores, hoje no Parque São Jorge, Paulo Nunes reclamou de parte da torcida e da imprensa. Ele observou que, desde março, vinha jogando no sacrifício por causa de uma contusão no joelho e não foi reconhecido. "Tínhamos poucas opções no ataque e me senti na obrigação de ajudar o grupo", revelou. O jogador foi submetido a uma cirurgia após o Campeonato Paulista e garantiu estar totalmente recuperado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.