Jesus Vicente/EC São Bento
Jesus Vicente/EC São Bento

Paulo Roberto Santos, ex-São Bento, assume a Portuguesa na Série A2 do Paulista

Treinador tem como principal objetivo evitar um novo rebaixamento da tradicional equipe paulista

Redação, Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2019 | 09h54

Paulo Roberto Santos é o novo técnico da Portuguesa. O treinador confirmou o acerto na manhã desta sexta-feira, quando visitou o Centro de Treinamento do clube e assinou o contrato. Ele chega com um grande desafio: tirar um dos times mais tradicionais de São Paulo da briga contra o rebaixamento da Série A2 do Campeonato Paulista e colocá-lo na zona de classificação, a fim de disputar uma vaga na elite do futebol estadual.

"Sabemos que não vai ser fácil, mas vamos encarar esse desafio. Apesar das coisas não estarem fluindo dentro de campo, gostei do que encontrei aqui. O CT é muito bom, o clube tem uma estrutura organizada, está pagando em dia e o grupo é muito interessante. Confio no meu trabalho e nos jogadores que aqui se encontram", afirmou o treinador.

Paulo Roberto encontra a Portuguesa na 13ª colocação, com apenas cinco pontos e ainda sem vencer na Série A2 do Paulista. O clube flerta com a zona de rebaixamento. O São Bernardo, penúltimo colocado, tem quatro. O Taubaté, primeiro dentro do G-8, soma 11. Ele substitui Luis Carlos Martins, demitido após a derrota para a Inter de Limeira, por 3 a 2, no Canindé.

"Ainda não definimos se estarei à frente do clube neste domingo. Vamos discutir alguns assuntos, mas o trabalho começa hoje (sexta-feira). Vamos conhecer melhor o grupo e traçar metas. Não quero vender ilusão para ninguém. Venho com três objetivos: primeiro, tirar o time da 'zona de confusão'; segundo, classificar; e, terceiro, buscar o acesso", completou o comandante, que treinou o São Bento no ano passado.

Neste primeiro momento, a tendência é que o preparador de goleiros Serginho comande o clube no duelo contra Penapolense, neste domingo, às 16h, no Canindé, pela oitava rodada. Paulo Roberto deve assistir das tribunas, com uma pequena possibilidade de dirigir a Lusa do banco de reservas.

Paulo Roberto Santos tem 60 anos e começou a carreira no Pouso Alegre. Rodou pelo futebol brasileiro passando por diversos clubes, como Rio Claro, Botafogo-SP, Paysandu, São Caetano, Guarani e Sampaio Corrêa. E tem dois acessos da Série A2 no currículo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.