Paysandu arrasa o Guarani: 6 a 1

Numa brilhante exibição em que dominou a partida do começo ao fim, o Paysandu humilhou o Guarani por 6 a 1. Jobson, com três gols, Magnum, Borges Neto e Sandro marcaram para o time paraense, enquanto Vagner anotou para os paulistas. O Paysandu começou a partida sufocando o Guarani em seu campo. Magnum, Jobson e Zé Augusto sobravam em campo, envolvendo a zaga campineira. O primeiro gol surgiu logo aos 2 minutos. Luiz Fernando penetrou na grande área, entregou para Zé Augusto, que chutou forte para Jean rebater e Magnum, de cabeça, mandar para o fundo das redes. O segundo gol, aos 9, saiu de outra jogada de Luiz Fernando pela esquerda. Jobson se antecipou aos zagueiros e atirou sem chance de defesa para Jean. Aos 15, sozinho, Velber perdeu um gol feito da pequena área, chutando por cima. Mas aos 17, Zé Augusto e Magnum tabelaram, deixando a sobra para Jobson fazer 3 a 0. O primeiro chute do Guarani ao gol do Paysandu aconteceu aos 19 minutos. Vagner disparou da entrada da área, porém a bola encontrou a trave. Aos 40, o time de Campinas fez seu único gol na partida. Esquerdinha insistiu pela esquerda e cruzou para Vagner meter a bola no canto direito de Ronaldo: Paysandu 3 a 1. Quem espera alguma reação do Guarani no segundo tempo, enganou-se. O Paysandu continuou dando as cartas no jogo. Aos 9, Ronaldo salvou com os pés um chute de Vagner. Aos 19, Jobson perdeu um gol na cara de Jean. Velber também perdeu outro aos 26, mas, aos 32, Zé Augusto entrou na área e deu para o lateral Borges Neto fazer 4 a 1. Aos 37, veio o quinto gol. Novamente Jobson, de cabeça, num cruzamento perfeito de Borges Neto. O sexto gol do time paraense foi aos 45. Borges Neto avançou pela direita, tabelou com Jobson, que entregou para Sandro empurrar para as redes. O Paysandu saiu de campo aplaudido de pé por seus torcedores, que vinham cobrando uma grande exibição dentro de casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.