Paysandu: jogo do desespero em Belém

Se ainda sonha em não cair para asegunda divisão, o Paysandu tem a obrigação de vencer a Ponte Preta na noite desta quarta-feira no Mangueirão para começar a reagir no campeonato. Com apenas 16 pontos, o time paraense é o lanterna, tem a pior defesa e coleciona o maior número de derrotas. O treinador Gílson Kleina, que ainda não conseguiu dar umpadrão tático à equipe, mudando jogadores a cada partida, poderá serdemitido em caso de nova derrota. A volta à zaga de João Carlos, queestava contundido na coxa, deve trazer maior tranquilidade à defesa. O atacante Robson, com 13 gols no campeonato, entende que o Papão precisa da vitória para elevar o moral do elenco. "O pessoal não fala em outra coisa", disse o jogador. O meia Gian aposta narecuperação do time a partir do jogo contra a Ponte. "Está na hora davirada", resumiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.