Paysandu não muda time para amanhã

A aplicação tática dentro de campo, o preparo físico e um banco de reservas que tem correspondido às expectativas do treinador são as armas do Paysandu para a primeira partida contra o Cruzeiro (MG), às 21h45 desta quarta-feira, no Mangueirão, decidindo a Copa dos Campeões. O segundo jogo será domingo em Fortaleza e o vencedor dessa competição garante mais uma vaga brasileira na Taça Libertadores da América. O time paraense será o mesmo que venceu o Palmeiras. O meia Welber foi liberado pelo médico Wilson Fiel e deve começar jogando.Luiz Carlos Trindade, autor do gol de desempate contra o Verdão, volta ao banco de reservas. Ele será um dos trunfos do técnico Givanildo Oliveira para o segundo tempo. "Deus foi generoso comigo e me premiou com uma boa atuação. Sei que o Welber é no momento o titular, mas darei tudo de mim se tiver outra chance", prometeu Trindade. Os ingressos para o jogo começaram a ser vendidos hoje numa rede de farmácias. Embora o Cruzeiro tenha uma torcida muito pequena em Belém, a expectativa é da presença de cerca de 40 mil pessoas ao Mangueirão. A diretoria do Paysandu tentou, sem sucesso, transferir de Fortaleza para Belém a segunda partida contra os cruzeirenses. O governo do Ceará não concordou, alegando que já havia tido despesas. Além disso, a própria CBF justificou que a partida final foi marcada para a capital cearense antes do começo da competição. Durante a recreação de hoje, na Curuzu, Givanildo Oliveira praticamente definiu a equipe bicolor: Marcão, Marcos, Gino, Sérgio e Luiz Fernando; Sandro, Rogerinho, Welber e Jobson; Vandick e Jajá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.