Paysandu não sabe qual tática adotar

O técnico Ivo Wortmann ainda não decidiu qual a melhor tática a ser adotada pelo Paysandu no jogo de domingo, contra o Atlético-PR, no Mangueirão. A grande dúvida é entre ir ao ataque em busca da vitória ou jogar para garantir um empate, resultado que já livra o clube paraense do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.O goleiro Carlos Germano, com lombalgia, corre o risco de ficar de fora da partida. Alexandre Fávaro é o seu substituto natural. Na lateral-direita, Borges Neto está ameaçado de perder a vaga para Wellinton, enquanto o meia Júnior Amorim pode entrar no lugar de Jobson.Negócios - O presidente do Paysandu, Arthur Tourinho, confirmou o interesse do Vitória e do Atlético-MG pelos meias Vélber e Magnum. Mas o dirigente ainda estuda a proposta feita pelos dois."Estou feliz pelo interesse desses clubes e espero que o Paysandu faça um bom negócio para mim e para ele", afirmou Magnum.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.