Paysandu quer quebrar jejum

Os jogadores do Paysandu prometem quebrar o jejum de sucessivas derrotas fora de casa (já são três neste Brasileiro) e derrotar o Figueirense, neste sábado, às 16h, em Florianópolis. Com sete pontos e na 18.ª colocação, o time paraense terá duas mudanças - uma no meio-campo e outra na lateral direita. Com a saída do volante Sandro, negociado com o Grêmio, quem assume a vaga é o ex-santista Luiz Augusto. Na lateral direita, Cláudio, ainda devendo boas atuações à torcida, perdeu a posição para Carabina, que também ainda não justificou dentro de campo sua volta ao time paraense. Esta será a última chance para ele se firmar na posição. O treinador Paulo Campos acredita num rendimento melhor do time com as duas mudanças. Com Luiz Augusto ao lado de Donizete Amorim, Vanderson e Alemão, o meio-campo do Paysandu ganha em "qualidade, garra e inteligência". O atacante Robson, um dos vice-artilheiros do campeonato, com cinco gols, prevê um jogo muito difícil. O Figueirense, segundo avalia, vai querer partir com tudo para cima do Paysandu. A estratégia paraense é apertar a marcação. "Se jogarmos como temos treinado, a vitória será nossa", diz o zagueiro Silvio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.