Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Paysandu: receita para vencer o São Paulo

A receita do treinador Ivo Wortmann para o Paysandu vencer o São Paulo em São José do Rio Preto, neste sábado, inclui obediência tática, muita garra e velocidade para partir com a bola dominada em direção ao gol adversário. "Não pode descuidar um segundo, porque o São Paulo é um bom time e vai partir para cima desde o começo", ensina Wortmann. Ele orientou seus jogadores a chutarem de fora da área e passou os últimos dias treinando cobranças de falta. "Para os jogadores, os três pontos serão obtidos se o time não se intimidar diante da força do São Paulo. "Eles são bons, mas podemos surprendê-los", disse o volante Sandro. Já o zagueiro André Dias, também aposta na ajuda fora de campo para um bom resultado. "Torcedores do Corinthians, do Palmeiras e do Santos certamente estarão no estádio torcendo pelo Paysandu ao lado dos nossos torcedores residentes em São Paulo"."Sobre o time que estará em campo, a surpresa fica por conta do lateral direito Thiago, de 19 anos, promovido dos juniores do clube. O meia Júnior Amorim será o substituto de Jobson, suspenso por cartões amarelos. O meia Velber, recuperado de uma lombalgia, está confirmado.Prestes a deixar o Paysandu, negociado para um time da França, o jogador diz que sua cabeça está voltada para a partida. "Quero ajudar o time a alcançar mais uma grande vitória contra o São Paulo", resumiu Velber. No primeiro turno do campeonato, na partida em Belém, o time paulista foi goleado por 5 a 2. Ele fez um gol e criou jogadas para outros dois do artilheiro Robson, hoje no Japão.

Agencia Estado,

29 de agosto de 2003 | 13h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.