PC Gusmão cobra diretoria do Botafogo

Apesar de ser o líder do Campeonato Brasileiro, o Botafogo teve um dia conturbado nesta terça-feira. O técnico Paulo César Gusmão cobrou dos dirigentes o pagamento do salário dos jogadores, que já está 11 dias atrasado."Cobrar, vou cobrar. É preciso ter respeito pelo homem, pelo pai de família", explicou PC Gusmão. Ele, no entanto, disse acreditar no empenho da diretoria para solucionar o problema. "Há dificuldades de mercado, de tudo, e sei que os dirigentes não estão de braços cruzados." Por falta de condições financeiras, o Botafogo não vai se preparar nos próximos dias em Cabo Frio, como queria PC Gusmão. "O que deve ser ressaltado também é que a consciência profissional do grupo é muito grande e eles vêm dando a resposta", afirmou o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.