PC Gusmão deixa Angioni revoltado

Para completar o dia quente no Corinthians, as notícias vindas de Belo Horizonte deixaram o clima pesado. O treinador Paulo César Gusmão, que ao assumir o Cruzeiro, disse ter preferido trabalhar em BH, apesar de haver recebido um convite para substituir Márcio Bittencourt. E deu até o nome de quem teria feito o convite: Paulo Angioni, diretor da MSI."Isso não tem cabimento! Sou uma pessoa que preza a ética e por isso sou obrigado a deixar tudo bem claro: nunca procurei o Paulo César para trabalhar no Corinthians, nunca! Falo isso porque não vou admitir que usem esse clube para se valorizar", desabafou Angioni.Paulo César Gusmão é um nome controvertido no Parque São Jorge. Quando Tite saiu do Corinthians, ele afirmou que foi procurado pelo Corinthians. Paulo Angioni teve de negar oficialmente, em entrevista coletiva, o convite.Para piorar ainda mais, Carlos Alberto chegou 10 minutos atrasado para o treinamento. Márcio ficou irritado e resolveu começar o coletivo sem ele."Treinei muito forte pela manhã e acabei dormindo um pouco depois do almoço. Nunca tinha chegado atrasado nos treinamentos do Corinthians", disse Carlos Alberto, que acabou perdoado e entrando no time.A pressão por um bom resultado diante do Palmeiras é forte. O técnico Márcio sabe bem. As torcidas uniformizadas espalharam faixas pelo Parque São Jorge para marcar território. E a fila de corintianos comprando ingressos no clube cresce a cada dia.Talvez até por isso, Márcio tratou de experimentar um time diferente do que vinha atuado. Colocou três atacantes no início do coletivo: Tevez, Jô e Bobô.O resultado não foi bom - tanto que o treinador tirou Bobô e colocou Marcelo Mattos e voltou ao velho e bom 4-4-2.Márcio confirmou que Mascherano fará o seu primeiro treinamento amanhã pela manhã e depois será apresentado. O técnico sonha em escalá-lo contra o Palmeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.