PC Gusmão nega clima de revanche contra o Vitória

O técnico Paulo César Gusmão negou nesta sexta-feira que a partida contra o Vitória, no sábado, terá clima de revanche no Vasco. O time baiano eliminou os cariocas na Copa do Brasil deste ano e selou o rebaixamento para a Série B ao vencer o Vasco, em São Januário, no final do Brasileirão de 2008.

AE, Agência Estado

29 de outubro de 2010 | 19h25

"Não tem nada disso. Não foi o Vitória que rebaixou o Vasco. Foi o próprio Vasco que se rebaixou. Foram muitos erros que culminaram nisso. Não há sentimento de vingança", declarou o treinador, rejeitando a ideia de buscar vingança no sábado, no Barradão.

Preocupado com a motivação do Vasco, sem maiores pretensões na tabela, PC Gusmão cobrou empenho para deixar o Vasco em boa posição ao final do campeonato. "Temos sete rodadas e vamos entrar em igualdade de condições em todos os jogos. O torcedor do Vasco está acostumado com conquistas, mas vivemos de realidade. Lamento, porque queríamos brigar pelo título. Vamos tentar terminar na posição mais digna possível", afirmou.

Para o confronto, PC não deve repetir a formação com três atacantes utilizada no clássico contra o Flamengo. Nunes ainda espera por nova oportunidade, mas a tendência é o retorno de Fellipe Bastos ao time titular, com Zé Roberto e Eder Luís formando a dupla de ataque. O Vasco deverá entrar em campo com: Fernando Prass; Fagner, Cesinha, Jadson Viera e Diogo; Jumar, Rafael Carioca, Fellipe Bastos (Nunes) e Felipe; Éder Luis e Zé Roberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.