Pedida a cassação de Eurico na Câmara

O corregedor-geral da Câmara, deputado Barbosa Neto (PMDB-GO), encaminha nesta quarta-feira à Mesa Diretora da Casa pedido de cassação do mandato do deputado Eurico Miranda (PPB-RJ) por quebra de decoro parlamentar. Caso a Mesa acate a denúncia do corregedor, o inquérito será encaminhado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, que decidirá se abre ou não processo contra o parlamentar.Eurico Miranda é acusado de desviar cerca de R$ 476 mil do Vasco da Gama, clube do qual é presidente, para a sua campanha eleitoral, e de evasão fiscal. O inquérito foi aberto na Corregedoria a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Futebol do Senado. Contra o deputado há ainda uma queixa do senador Álvaro Dias (PDT-PR), que presidiu a CPI, a quem Eurico Miranda dirigiu palavras ofensivas durante os trabalhos de investigação.Ainda contra Eurico existem processos no Supremo Tribunal Federal (STF), que poderão ser julgados sem a necessidade de licença prévia da Câmara, por tratarem de crimes comuns. Um deles é o que foi aberto pelo ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PSB), que responsabiliza o deputado pela superlotação do Estádio de São Januário durante a partida final entre o Vasco e o São Caetano, pelo Campeonato Brasileiro de 2000. Por causa da superlotação, o alambrado do estádio rompeu e dezenas de torcedores desabaram no gramado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.