Pedrinho ainda é dúvida no Palmeiras

O Palmeiras entra em campo nesta quinta-feira, para enfrentar o Santo André em busca da última vaga para as semifinais da Copa do Brasil, sem Magrão, suspenso, e com grande risco de não contar com o meia Pedrinho, contundido. O jogo, às 20h30, no Palestra Itália, também pode ser um dos últimos do atacante Vágner Love caso o time não consiga continuar na competição.Como houve empate por 3 a 3 na partida de ida, em Santo André, o Palmeiras se classifica com uma vitória simples. Ou ainda, se empatar até por 2 a 2, por ter feito, nesse caso, mais gols fora de casa.O menor dos problemas de Jair Picerni é a ausência do volante Magrão. Não que o jogador não seja importante, mas o técnico conta com Alceu para ocupar a vaga. A situação complica é no caso do meia Pedrinho. Ele chegou a participar de treinos durante a semana, mas voltou a sentir um "desconforto" na coxa esquerda nesta quarta-feira e, segundo o médico Vinícius Martins, a presença só vai ser confirmada após testes antes da partida.Para evitar problemas, o técnico reintegrou Elson e o relacionou para o jogo. Assim, se Pedrinho não puder jogar, ele entra em seu lugar."Os exames do Pedrinho detectaram que o edema na coxa esquerda regrediu, mas o jogador reclamou ter sentido a perna pesada e por isso foi poupado", explicou Vinícius Martins, para quem o meia "ainda não está 100%". O temor do médico é de que o jogador volte a atuar sem estar nas melhores condições e, como já aconteceu antes, desenvolva fibroses (formação de tecidos) que afetem os movimentos, exigindo mais tempo de recuperação.Mas as dificuldades não param por aí. Apesar do grupo ter sido vacinado contra gripe, o atacante Rafael Marques e o zagueiro Nen contraíram a doença e o primeiro, com febre, acabou vetado pelos médicos. Por esse motivo, Adãozinho, outro atleta reintegrado, foi relacionado ao grupo de Picerni na última hora.Independentemente do fato, a maior preocupação de Picerni é a de que o time não mostre a mesma apatia da derrota para o Cruzeiro, por 2 a 1, domingo, pelo Brasileiro. Nos últimos dias, o técnico chamou a atenção da equipe quanto ao problema.Despedida? - Caso o Palmeiras não consiga passar para a próxima fase da Copa do Brasil, este pode ser o último jogo do atacante Vágner Love pela equipe. O jogador - que tem evitado entrevistas - está sendo negociado por um grupo de empresários portugueses interessados em levá-lo para o Leste Europeu após a Copa do Brasil. Mas entre os jogadores, todo mundo acredita na classificação e ninguém cogita a despedida."Isso de ficar fora nem passa pela minha cabeça", disse o zagueiro Leonardo, autor de dois gols (um contra e outro a favor) na partida contra o Cruzeiro. "Só espero que daqui em diante meus gols só sejam a favor", disse o atleta.Outro que não gosta de pensar em despedida é o lateral Lúcio. "A gente sabe que está nas mãos de Deus, mas por mim gostaria que ele ficasse até o fim do ano.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.