Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Pedrinho está pronto para seu ‘batismo’ em clássico no Corinthians

Atacante deixa de ser promessa, ganha mais espaço no time de Carille e deve enfrentar o Palmeiras em Itaquera

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 Maio 2018 | 07h01

Dois jogos como titular no Corinthians parecem ter sido suficientes para Pedrinho mostrar ao técnico Fábio Carille que não é mais uma promessa, mas uma realidade no elenco. Elogiado diante do Ceará e do Vitória, o garoto de 20 anos deve ser mantido no time para encarar o Palmeiras, neste domingo, na Arena, em Itaquera, seu maior desafio nessa nova fase com a camisa alvinegra. 

+ Carille vê empate como algo 'maravilhoso' para o Palmeiras no dérbi 

+ Corinthians confirma a contratação de jovem revelação do ABC

+ Após confirmação da lesão de Dani Alves, Fagner treina no gramado

A personalidade do garoto com a bola chama a atenção da torcida e de clubes do exterior. Seu nome é sempre comentado quando o assunto é jovens talentos do Brasil. Notícias vindas da Europa dão conta de que Barcelona, Manchester United e até uma equipe da China estão de olho no atacante corintiano. 

O Corinthians acompanha a evolução de Pedrinho, que a cada dia se torna mais forte fisicamente, e não demonstra preocupação com uma possível perda para rivais de fora. Ao contrário de outros casos, a diretoria anterior do Parque São Jorge agiu rápido e renovou o contrato do atleta, que tem vínculo até o fim de 2020 e multa no valor de 50 milhões de euros (R$ 211 milhões). 

“Por enquanto, tudo que tem sido falado sobre o Pedrinho é boato. Para nós não chegou nada oficial”, assegura Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do clube. O Corinthians descarta negociar o atacante no momento, embora tenha dificuldades financeiras. O entendimento da diretoria é que é possível ganhar muito mais dinheiro com Pedrinho lá na frente. 

Com apenas 20 anos e ainda começando a lidar com pressão e responsabilidade em campo, Pedrinho não esconde o frio na barriga com a provável estreia como titular em um clássico. “Estou preparado para o que der e vier. Por ser um clássico, é um jogo diferente e todo jogador quer jogar. Fisicamente, estou 100% e acho que estou demonstrando isso nos jogos, cansando menos”, disse. Ele luta para melhorar sua condição física.

O fôlego para suportar o ritmo intenso das disputas é o que ainda não permite assegurar a presença do garoto desde o início. “Vou definir isso amanhã (hoje). Todos os jogadores vão passar por uma avaliação”, explicou Carille, que é só elogios para o seu titular mais novo. 

“Sei o que o Pedrinho pode nos dar. Sempre falei da qualidade dele. Estou muito feliz com ele e não é de hoje”, comemorou o comandante corintiano, bastante criticado por torcedores por não dar tantas oportunidades para o xodó da torcida.

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.