Pedrinho no banco. Marcinho cobrado

Após três meses afastado por uma fratura no pé e de ter renovado contrato até o fim do ano, o meia Pedrinho finalmente está disponível para jogar pelo Palmeiras. Porém, ainda sem preparo físico ideal, começará no banco neste sábado, contra o Vasco, mas é presença certa no segundo tempo. "O Pedrinho está pronto para jogar apenas 45 minutos, no limite", diz o técnico Paulo Bonamigo. Sem ele, grande parte de atenção dos torcedores palmeirenses estará voltada para o atacante Marcinho, mais cara contratação do clube nos últimos anos e que ainda não mostrou toda sua capacidade. Após um gol de pênalti logo na estréia, na derrota por 2 a 1 para o Paraná, Marcinho jogou outras cinco vezes, mas teve atuações discretas e não voltou a marcar. "Eu sei que tenho que melhorar", diz o ex-atacante do São Caetano. "Me cobro bastante e tenho minha responsabilidade aqui dentro. O momento é de preocupação total em vencer, não em jogar bonito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.