Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Pedrinho tem aumento de 200% e multa deve passar dos R$ 100 milhões no Corinthians

Revelado pelo clube, meia é uma das apostas de Fábio Carille

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2017 | 07h01

Franzino, com 18 anos e personalidade de um veterano, o meia Pedrinho nem precisou atuar no time profissional para se tornar um novo candidato a xodó da torcida do Corinthians. O garoto nascido em Maceió, Alagoas, ganhará um substancial aumento salarial e o clube se protege com multa bem maior do que o atual vínculo.

A tendência é que até quarta-feira Pedrinho assine novo contrato. O compromisso será estendido até 2020 – o atual se encerra em 2018 – e o meia passará dos R$ 8 mil mensais para R$ 25 mil de salário, um aumento de 200%. O Corinthians tem 70% de seus direitos econômicos.

O fator mais importante para o clube é que a multa de Pedrinho, que é considerada baixa, terá um grande aumento. Hoje, R$ 40 milhões tiram o atleta do Corinthians. Pelo novo acordo, a multa passará dos R$ 100 milhões.

Pedrinho seguirá os passos de Gabriel Jesus e Neymar, que passaram por fortalecimento muscular no começo da carreira, pois também eram franzinos como o corintiano. Carille avisa que não quer ver seu meia cheio de músculos. “Ele não tem o que ganhar nesta questão física. Ele é assim, leve, e não tem de inventar nada. O Pedrinho tem mostrado personalidade e técnica. Quero dar chance para ele o quanto antes”, disse. 

Walmir Cruz, preparador físico do Corinthians, é mais cauteloso. “Não queremos queimar etapas. Precisamos saber a melhor hora de utilizá-lo. Um atleta de 18 anos tem dificuldade para encarar um de 28”, explica.

Pedrinho tem chamado a atenção nos treinos. Ele faz jogadas de efeito, dá passes, dribles e mostra desenvoltura em meio aos experientes. Sua postura é o que mais tem chamado a atenção de Carille, que pretende inscrever o meia no Paulista na vaga de Vilson, machucado, ou na segunda fase do torneio.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.