Pedrinho volta ao ataque do Palmeiras

Estevam Soares cansou de bancar o psicólogo. Segundo o treinador, não há mais o que fazer para animar o time do Palmeiras, que ainda pode se classificar para a Libertadores de 2005. "Tudo o que poderíamos fazer para motivar o elenco já fizemos. Agora, a motivação por si só deve ser as três partidas que temos para fazer", explicou. "Precisamos vencer as três para conseguir a vaga."Como "psicólogo", Estevam fez de tudo um pouco no time do Palmeiras. Armou dinâmicas de grupo, chamou profissionais de diferentes áreas para fazer palestras e até convocou um comediante para levantar o astral do elenco. "Foi antes do jogo contra o Atlético-PR, em outubro. Chamamos o Ciro Jatene, que é um excelente imitador. Foi muito engraçado", contou o treinador.Para a partida de sábado, contra o Goiás, em Goiânia, nada de riso. E mais mudanças no time: saem Alceu, Claudecir e Thiago Gentil; e voltam Daniel, Marcinho e Diego Souza. Com isso, a equipe retorna ao esquema 3-5-2.A maior mudança para Estevam Soares, porém, está na posição de Pedrinho, que será atacante, ao lado de Osmar. "Ele não vinha rendendo no meio. Por isso, volta para o ataque", disse o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.