Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Pedro Henrique vê torcida do Corinthians mais paciente com garotos da base

Zagueiro deve substituir Balbuena nas próximas partidas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2017 | 16h10

Pedro Henrique tem grandes chances de ser titular absoluto do Corinthians nos próximos jogos. Balbuena será reavaliado nesta terça-feira, mas deverá ser desfalque por algum tempo. Assim, é mais um garoto da base que ganha espaço com Fábio Carille. E, para o defensor, ter sido criado no clube pode ser uma vantagem no relacionamento com os torcedores.

"A torcida demonstrou paciência ano passado comigo. Não fiz boas partidas, mas fiz algumas boas também e a torcida teve paciência. Acho que esse ano vai ter também, tanto que a torcida sempre cobra para colocar os jogadores da base. Se tiver cobrança é algo normal. Todo clube é assim, e aqui não é diferente", contou o garoto, que foi titular diante da Ponte Preta.

No jogo deste domingo, em Campinas, após a saída de Balbuena, a defesa foi formada inteiramente por atletas da base, casos de Léo Príncipe, Léo Santos, Pedro Henrique e Guilherme Arana.

Com a provável sequência de jogos como titular, Pedro Henrique espera amadurecer, após passar 2016 muito afobado e, ele mesmo admite, ter cometido erros bobos. "Ano passado eu comentei que estava muito afobado. Neste ano, estou melhorando nos treinamentos. O pessoal me cobra muito e eu aceito, porque as cobranças vêm para você melhorar", comentou.

Fazendo uma autocrítica, Pedro Henrique acredita que cometeu algumas falhas durante o jogo contra a Ponte Preta, mas evoluiu no decorrer da partida. "No primeiro tempo, errei alguns passes, mas depois consertei. O professor (Fábio Carille) falou comigo. É com erros que vamos crescendo no decorrer do campeonato. Foi só minha segunda partida, então tenho que ser melhor nessa sequência que eu vou ter de jogos", projetou.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.