Pedro Rocha comemora descanso por adiamento de duelo contra a Chape; 'Foi bom'

Partida mudou de quarta para quinta-feira, na Arena Condá, em Chapecó

O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2017 | 17h14

O atacante Pedro Rocha, do Grêmio, considera que o adiamento da partida contra a Chapecoense - válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro - teve um aspecto positivo. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, em Porto Alegre, o jogador comemorou a oportunidade de descansar mais algumas horas após uma sequência desgastante de jogos e viagens que os atletas foram submetidos.

"Particularmente, foi bom para a gente. Viemos de uma bateria de jogos e ter um dia a mais de recuperação é importante. Então, foi bom no sentido da recuperação. Mas o Renato (Gaúcho, técnico) também não pode trabalhar forte com a equipe que vai jogar, até porque o jogo é amanhã (quinta-feira) e tem essa viagem longa, né?", destacou o atacante.

A transferência da data do jogo entre Chapecoense e Grêmio ocorreu pela impossibilidade de a delegação tricolor pegar o voo até Chapecó (SC) - as condições climáticas eram ruins - e pelo acidente com uma van que transportava funcionários do clube gaúcho (sem feridos) para a cidade catarinense.

A diretoria do Grêmio solicitou o adiamento do duelo e foi atendida pela CBF. Desta forma, a partida será disputada nesta quinta-feira, às 20 horas, na Arena Condá, em Chapecó. O deslocamento será feito via terrestre, mas a mudança de meio de transporte não incomodou Pedro Rocha.

"Acredito que sempre viajar de avião é melhor pela comodidade e rapidez. Mas se não dá pra ir de avião, vamos de ônibus. A gente sabe que tem que passar por algumas coisas, mas não podemos deixar de buscar o nosso objetivo, que é sair com a vitória", avaliou o atacante gremista.

Pedro Rocha também valorizou a fase do adversário, que ocupa a liderança do Brasileirão após quatro rodadas - o time catarinense tem 10 pontos, venceu três vezes e ainda está invicto. "Já joguei lá duas vezes. É difícil. Eles fazem um caldeirão do estádio deles, mas a gente está preparado. Eles estão muito bem, são lideres do campeonato, mas a gente tem que superar tudo isso".

A mudança da programação gremista propiciou a Renato Gaúcho a chance de realizar mais um treino antes do embate contra a Chapecoense. O elenco trabalhou nesta quarta-feira no CT Luiz de Carvalho, em Porto Alegre. Foram realizadas atividades físicas e o tradicional rachão.

O zagueiro Pedro Geromel, gripado desde a última segunda-feira, e o meia argentino Gastón Fernandes, com dores na região lombar, estão de fora da partida. Ambos nem mesmo foram relacionados para o confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.