Pedro Rocha segura euforia do Mogi

Bastou apenas uma vitória em casa para o Mogi Mirim exalar empolgação e voltar a sonhar com a permanência na Série A-1 do Campeonato Paulista. O técnico Pedro Rocha, no entanto, está preocupado em conter a demasiada euforia que tomou conta dos jogadores e da diretoria após os 4 a 2 sobre o União São João, na rodada passada."Temos que nos entusiasmar com o bom trabalho apresentado, sem deixar que a euforia tome conta de todos", explicou o treinador, já pensando no duelo de domingo, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, em Mogi Mirim. "Primeiro precisamos vencer o Botafogo, aí sim a situação estará praticamente controlada", completou Pedro Rocha.A vitória deu ao Mogi 14 pontos e o tirou da penúltima colocação. O time sabe, porém, que ainda não está totalmente livre do rebaixamento. Por isso mesmo, ninguém no clube admite perder mais pontos nestes últimos quatro jogos da fase de classificação, principalmente nos jogos em casa.Pedro Rocha não vai poder contar com três jogadores: o zagueiro Chicão e o volante Jean foram expulsos, enquanto o meia Ênio recebeu o segundo cartão amarelo. Destes, apenas Chicão começou como titular, fato que dá ao técnico a chance de manter a base que começou contra o União. Seu substituto deverá ser Fábio Paulista, que cumpriu suspensão na rodada passada.A dupla de ataque formada por Dênis e Maia agradou Pedro Rocha e deve ser mantida para a partida de domingo. O Mogi Mirim está embolado na 10ª posição, juntamente com União São João, Guarani e Internacional de Limeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.