Pedro Rocha testa mudanças no Mogi

Precisando vencer e preocupado com o rebaixamento, o técnico Pedro Rocha estuda mudanças no time do Mogi Mirim para o jogo de sábado, diante do Corinthians, em casa, pelo Campeonato Paulista 2001.Ele está insatisfeito com o rendimento de alguns jogadores que, segundo ele, jogaram muito mal na derrota para a Ponte Preta, por 2 a 1, sábado, em Campinas. Durante o coletivo desta quarta-feira à tarde, o treinador deve modificar o esquema do time, saindo do 3-5-2 para voltar ao tradicional 4-4-2. Assim, ficam somente dois dos três volantes que estavam jogando.Márcio, Everaldo e Zé Luiz são os jogadores que brigarão pelas duas vagas. "É cedo afirmar quem poderá jogar. Vou aproveitar o tempo para estudar melhor as opções antes de definir", afirma o treinador.Ele, por sinal, sabe que precisa de um resultado positivo para afastar o time ainda mais da zona de rebaixamento. O Mogi está com 11 pontos, ao lado do próprio Corinthians, e apenas quatro posições acima dos últimos colocados. Para ressaltar, apenas os dois piores colocados na classificação ao final desta fase é que serão rebaixados para a Série A-2 em 2002.A equipe faz agora três jogos seguidos em casa. Enfrenta o Corinthians, depois o União São João e por último o Botafogo. A expectativa é que o time consiga, pelo menos, sete pontos. "São os pontos necessários para escapar do rebaixamento", contabiliza Rocha, lembrando que, de acordo com matemáticos, 18 pontos são suficientes para se manter na elite do futebol paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.