Geovani Velasquez/Agência Estado
Geovani Velasquez/Agência Estado

Pego no doping, atacante da Lusa é suspenso pelo STJD

Com resultado positivo em exame, Serginho tem suspensão preventiva de 30 dias e fica fora da temporada

Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2014 | 16h29

Não bastasse a crise financeira e o rebaixamento antecipado, a Portuguesa ganhou mais um problema para a reta final da Série B. Pego no exame antidoping, o atacante Serginho foi suspenso preventivamente por 30 dias pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ele não joga mais na temporada.

Foi detectada a substância proibida betametasona, medicamento com ação anti-inflamatória, antialérgica e antireumática. O jogador foi flagrado em exame realizado após o empate com o Boa, por 1 a 1, no último dia 16 de setembro, no Canindé.

A contar da última quinta-feira, Serginho e Lusa têm cinco dias para entrarem com a defesa e também apresentarem suas provas, que serão utilizadas no julgamento a ser marcado. Caso seja comprovado o doping, o jogador corre o risco de ser suspenso por até dois anos.

Atualmente com 29 anos, Serginho foi contratado pela Lusa para a disputa da Série B, após destacar-se no Paulistão pelo Mogi Mirim. Desde que chegara em maio deste ano, o jogador entrou em campo em 23 oportunidades e anotou quatro gols.

A Portuguesa foi rebaixada matematicamente na Série B, na última terça-feira, após perder para o Oeste, por 3 a 0. O time possui apenas 21 pontos e três vitórias, após 33 partidas. Faltando cinco rodadas para o fim, não conseguirá alcançar mais o próprio time de Itápolis, que é o primeiro acima do Z4, com 38 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaSérie Bdoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.