Julio Muñoz/EFE
Julio Muñoz/EFE

Pékerman dedica vitória da Colômbia a jogador que sofreu ameaças de morte

Carlos Sánchez virou alvo de mensagens de ódio após ser expulso na derrota para o Japão

Estadão Conteúdo

24 Junho 2018 | 18h50

O técnico José Pékerman dedicou a primeira vitória da Colômbia na Copa do Mundo da Rússia ao meia Carlos Sánchez. O jogador recebeu ameaças de morte nas redes sociais por ter sido expulso no início da partida contra o Japão, na estreia. Depois da derrota por 2 a 1, o time colombiano aplicou 3 a 0 na Polônia, em Kazan, neste domingo.

+ TEMPO REAL - Polônia 0 x 3 Colômbia

+ Em jogo marcado por recordes, Japão e Senegal empatam e seguem juntos na ponta

"Queremos dedicar esta vitória de forma muito especial a Carlos Sánchez, que nesta semana passou por momentos ruins diante das informações que chegaram da Colômbia", comentou o treinador. A polícia colombiana articula com a Interpol uma investigação para identificar os responsáveis pelas ameaças.

Pékerman não escondeu o alívio pela vitória colombiana. Uma derrota neste domingo significaria a eliminação. Com o resultado, os poloneses não têm mais chances de avançar à fase de mata-mata. E os colombianos precisam de uma vitória sobre Senegal na rodada final para ir às oitavas de final.

"Jogamos com a pressão de vencer. Ambos os times haviam perdido, então não havia espaço para erros. Mas nós encaramos esta responsabilidade com um bonito e criativo futebol. O time jogou com unidade e o futebol surgiu do coletivo. Levou aos gols e agora estamos em boa situação na Copa", comentou o treinador argentino.

Para Pékerman, o maior mérito da sua equipe foi deixar os erros contra o Japão para trás e manter uma postura ofensiva em campo contra a Polônia durante todo o jogo. "Isto é um Mundial e, como pode acontecer em qualquer partida, acidentes surgem, como ocorreu em nossa estreia. Hoje a equipe respondeu."

 

"A partida foi importante porque foram exibidas muitas coisas que queremos na nossa equipe. Aos poucos, vamos encontrando o melhor de cada jogador que vinham com suas dificuldades", declarou.

Individualmente, Pékerman aprovou o bom entrosamento exibido por Quintero e James Rodrigues. O segundo foi titular neste domingo e deu duas assistências. Quintero acertou a outra.

"São dois jogadores com um grande talento e se completaram bem. Imaginávamos que esta parceria poderia ser importante. Hoje todo o time respondeu bem. Eles são dois jogadores com grande talento. Complementaram-se muito bem em todas as linhas de campo", comentou.

Na rodada final da chave, a Colômbia terá pela frente o Senegal na quinta-feira, às 11 horas (de Brasília), em Samara. Se vencer, o time sul-americano garante vaga nas oitavas de final. Em caso de empate, vai depender do resultado do duelo entre Polônia e Japão, que vão atuar no mesmo dia e horário.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.