Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Pekerman faz mudanças na Argentina

O torcedor argentino está entusiasmado com o início da "era Pekerman", mas a julgar pelos treinamentos que a seleção já fez nesta semana sob o comando do subsituto de Marcelo Bielsa se verá um time menos ousado em campo na partida de sábado contra o Uruguai, em Buenos Aires.Com Bielsa, a Argentina marcava com muita disciplina a saída de bola e jogava sempre com três atacantes - dois abertos pelas pontas e um pelo meio. Com José Pekerman, o time marcará em seu campo e usará no ataque uma fórmula que era abominada pelo técnico anterior, com dois homens de área - Crespo e Saviola jogarão sábado.Bielsa sempre se recusou a colocar dois centroavantes, nem mesmo num momento de emergência durante a partida. Na Copa do Mundo de 2002, por exemplo, Batistuta era o titular e sempre foi o escolhido para deixar o campo quando o treinador queria colocar Crespo.Também haverá mudanças de nomes. Como D?Alessandro e Tevez cumprirão suspensão, o camisa 10 será Riquelme - um jogador que teve poucas chances com Bielsa mas que agrada muito a Pekerman, que o dirigiu na conquista do Mundial Sub-20 de 97.Como técnico das seleções de base da Argentina, Pekerman foi campeão mundial em 95, 97 e 2001, sempre com a equipe Sub-20. Esse currículo e sua facilidade para trabalhar com garotos fazem com que tenha grande apoio popular. Segundo pesquisa feita pelo site do jornal Olé, 57,5% dos votantes têm mais vontade de ver a seleção agora do que nos tempos de Bielsa. E no primeiro dia de venda de ingressos para o jogo de sábado a procura foi três vezes maior do que para o jogo de junho contra o Paraguai.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2004 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.