Pela Copa Sul-Americana, Estudiantes vence o Botafogo

Clube carioca apresenta um fraco futebol, leva 2 a 0 e agora precisa vencer confronto de volta por três gols

Agência Estado,

21 de outubro de 2008 | 23h12

Não foi nada bom o jogo de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana para o Botafogo, que esteve com um jogador a mais durante um tempo inteiro e mesmo assim foi derrotado por 2 a 0 pelo Estudiantes, na Argentina. Com o resultado, o Alvinegro precisará fazer três gols para se classificar para as semifinais. Resultado igual, a favor dos brasileiros, levará a decisão para os pênaltis. Em caso de gol do Estudiantes, apenas três gols de diferença classifica o Botafogo. Veja também: Resultados e calendário da Copa Sul-Americana Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Empurrado pela torcida, o Estudiantes pressionou o Botafogo durante todo o primeiro tempo, mas o Alvinegro carioca fazia boa marcação próxima a sua área e limitava os argentinos aos cruzamentos, a maioria deles sem perigo ao gol de Castillo. Muito recuado, o Botafogo tentava os contra-ataques e teve a oportunidade de ouro que buscava quando Alayes recebeu o segundo cartão amarelo por falta violenta em Wellington Paulista e foi expulso, aos 18 minutos. Mesmo assim, no entanto, a equipe carioca continuava muito atrás, cedendo campo ao adversário e incapaz de encaixar um contragolpe que levasse perigo ao gol de Andujar. A única chance clara de gol do primeiro tempo surgiu apenas aos 45 minutos. Numa saída errada de bola da zaga argentina, Jorge Henrique lançou Wellington Paulista que, livre, driblou o goleiro, mas chutou para fora com a meta vazia.  Estudiantes2Andújar; Angeleri, Alayes    , Cellay e Díaz    ; Galván (Federico), Sánchez, Verón e Benítez (Fabianezi); Fernández (Calderón) e BoselliTécnico: Leonardo Astrada Botafogo0Castillo    ; Alessandro (Lucas Silva), Renato Silva, André Luis     e Triguinho      (Thiaguinho); Túlio    , Diguinho      (Zárate), Leandro Guerreiro e Zé Carlos    ; Wellington Paulista e Jorge HenriqueTécnico: Ney FrancoGols: Mauro Boselli, aos 12, e Verón, aos 17 minutos do segundo tempoÁrbitro: Carlos Amarilla (PAR)Estádio: Ciudad de La Plata (ARG)O panorama do segundo tempo não mudou muito. As ausências de Lúcio Flavio e Carlos Alberto faziam muita falta ao meio-campo botafoguense, que não conseguia impor um ritmo de jogo e aproveitar os espaços por jogar com um homem a mais. O castigo pela pasmaceira botafoguense foi cruel e começou aos 12 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Castillo saiu mal e Boselli abriu o placar. Cinco minutos depois, a zaga alvinegra ficou olhando cobrança de falta do Estudiantes e Verón acertou um lindo chute de fora da área para ampliar. Com o placar tão desfavorável, restava ainda a superioridade numérica ao Botafogo para buscar pelo menos um gol e melhorar a situação para o jogo de volta. Mas o destempero mais uma vez tomou conta dos alvinegros e Túlio foi expulso. Era tudo que os argentinos precisavam para tocar a bola com tranqüilidade e cozinhar a partida até o apito final, garantindo o ótimo resultado em casa.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa Sul-AmericanaBotafogoEstudiantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.