Pela primeira vez após 4 jogos, Vadão mudará escalação do Guarani na Série A2

Técnico tem vários problemas para escalar a equipe

Estadao Conteudo

10 de abril de 2017 | 20h06

Nos quatro jogos que fez no comando do Guarani até o momento, o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, repetiu a mesma escalação. Mas no duelo contra o Mogi Mirim, às 16 horas desta quarta-feira, no estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim (SP), pela 17.ª e antepenúltima rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, ele será obrigado a fazer ao menos uma alteração no time.

O treinador já sabe que não vai contar com o volante Auremir, que cumprirá suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo no empate por 1 a 1 com a Portuguesa, na rodada passada. Além disso, existe uma dúvida em relação ao lateral-esquerdo Denis Neves, que deixou o jogo com um problema no tornozelo esquerdo e aguarda por avaliação do departamento médico.

Para a vaga em aberto no meio de campo, as principais opções são Escobar e Ernani. O meia Marcinho também pode ser aproveitado, caso Vadão escolha mudar o esquema tático. Se a lesão de Denis Neves for confirmada, o substituo imediato Gilton também é dúvida, já que se recupera de uma lesão no ombro.

Desta maneira, o versátil Ernani aparece mais uma vez como alternativa, já que atuava na ala esquerda no Juventude, seu último clube antes de se transferir para Campinas (SP). O zagueiro Léo Rigo e o meia Renato Henrique podem ser improvisados na defesa.

Depois de enfrentar o Mogi Mirim, o Guarani enfrentará o Barretos, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, e encerrará a primeira fase em duelo contra o Batatais, fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolfutebolGuarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.