Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Pela segunda vez seguida na Série B, Cruzeiro estreia contra 'pedra no sapato'

Time celeste encara o Confiança neste sábado, rival que não traz boas lembranças

Redação, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2021 | 12h10

O Cruzeiro, apesar de ter entrado como favorito, não conseguiu o acesso na edição passada da Série B do Campeonato Brasileiro. Agora, terá que recomeçar toda a caminhada para buscar o retorno à Série A. O primeiro desafio será contra o Confiança no Batistão, em Aracaju, no sábado, às 16h30.

O adversário, aliás, não traz boas lembranças. O Confiança foi uma verdadeira pedra no sapato celeste em 2020. Os sergipanos venceram em Belo Horizonte (2 a 1) e empataram na capital sergipana (1 a 1). Na classificação final, porém, o Cruzeiro teve 49 pontos, contra 46 do Confiança. Em 2021, nem Confiança e nem Cruzeiro conseguiram chegar à final dos seus Estaduais.

No Cruzeiro, o técnico Felipe Conceição pode confirmar duas estreias. A presença do zagueiro Joseph é quase certa ao lado de Ramon. Já o volante Flávio, para ganhar seu posto, terá que vencer a briga com Adriano. Os dois foram contratados a pedido do treinador. Quem ganhar a disputa atuará ao lado de Matheus Barbosa.

"Tenho evoluído ofensivamente, principalmente com os conselhos que o treinador Felipe Conceição tem me dado. Procuro estudar também outros jogadores da posição que tem essa característica de área a área e estou feliz em contribuir com o time fazendo gols", disse Barbosa.

O Confiança terá novidades para a Série B. A começar pelo técnico Rodrigo Santana, contratado há 20 dias para a vaga de Daniel Paulista. Em campo, o clube fechou com Victor Salinas (zagueiro), João Paulo Purcino (ala esquerda), Daniel Penha (meia) e os atacantes Luidy e Alex Henrique, além de ter repatriado o volante Roosevelt Neto. Luan (zagueiro) e Caíque Sá (ala direita) estão no departamento médico, enquanto o atacante Robinho está em transição para voltar a jogar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.