Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Pela sexta vez neste século, Santos entra em campo no dia de seu aniversário

Equipe alvinegra faz sua estreia no Campeonato Brasileiro 2018 diante do Ceará, no Pacaembu

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

14 Abril 2018 | 11h06

Comemorar o aniversário em dia de jogo está longe de ser uma novidade para o Santos. Fundado em 14 de abril de 1912, o clube celebra 106 anos neste sábado, quando vai encarar o Ceará na sua estreia no Campeonato Brasileiro, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, situação que já havia acontecido outras cinco vezes neste século.

+ Leia mais notícias sobre o Santos

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ De volta à elite após sete anos, Ceará estreia contra o Santos no Pacaembu

A única decepção se deu logo no primeiro destes compromissos, em 2002. Naquela oportunidade, o time não foi além do empate por 1 a 1 com o Bangu, no estádio de Moça Bonita, no Rio de Janeiro, resultado que o deixou fora das semifinais do Torneio Rio-São Paulo e apenas em uma modesta nona colocação.

O time tropeçou outra vez neste século no seu aniversário. Foi em 2007, quando ficou no 0 a 0 com o Bragantino, no estádio do Morumbi, em São Paulo, no segundo jogo das semifinais do Campeonato Paulista. Mas aquele resultado acabou sendo suficiente para colocar o time na decisão do Estadual, que acabaria sendo vencido pelo Santos.

Os outros três jogos que fez no dia do seu aniversário foram de festa para o Santos dentro e fora de campo. Em 2004, na Vila Belmiro, aplicou 5 a 0 no Jorge Wilstermann, fechando a sua campanha na fase de grupos da Copa Libertadores com a melhor campanha da etapa inicial, parando, posteriormente, nas quartas de final no Once Caldas, da Colômbia.

Em 2010, aplicou uma goleada ainda mais acachapante, também na Vila Belmiro. Em noite histórica para Neymar, que fez cinco gols, massacrou o Guarani por 8 a 1, pela Copa do Brasil. Já no ano seguinte, superou o Cerro Porteño por 2 a 1, no Paraguai, em confronto fundamental para manter o Santos vivo na Libertadores - posteriormente, o time faturaria o tricampeonato continental.

Agora, então, sob o comando de Jair Ventura, o Santos tentará ampliar esse recente retrospecto positivo a partir das 21 horas contra o Ceará, na rodada inicial do Brasileirão. "Três pontos, sem dúvida. Começar com o pé direito em um campeonato que é muito equilibrado", afirmou, o treinador, esperando "presentear" o seu torcedor com a vitória.

Porém, ele promete blindar os seus jogadores em relação ao clima de festa. "Um treinador falava que o estádio ficava vazio no apito do árbitro. Tem que ver o jogo e deixar as coisas externas de fora, preocupar com campo e bola", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.