JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Pelas redes sociais, corintianos pedem 'boicote' ao clássico

Recomendação de torcida única para jogo deste domingo contra o Palmeiras é acatada pela FPF. Corinthians promete entrar na Justiça

O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2015 | 10h11

A decisão da Federação Paulista de Futebol de aceitar a recomendação do Ministério Público, determinando que o clássico de domingo, entre Palmeiras e Corinthians, seja disputado com torcida única, repercute nas redes sociais. Sem poder comprar ingressos para assistir à partida, uma parcela de corintianos pede para que os jogadores não entrem em campo e 'boicotem' o jogo na nova arena palmeirense.

Os torcedores do Corinthians vêm compartilhando uma frase dita por Vicente Matheus, folclórico ex-presidente que esteve à frente do Alvinegro por oito mandatos. "No dia em que a Fiel não puder entrar no estádio, o time não entra em campo" é a mensagem replicada pelos corintianos, junto à hashtag #SemTorcidaSemCorinthians. Até o momento, o Alvinegro não se pronunciou oficialmente sobre o suposto 'boicote' e está garantido em campo neste domingo.

O clássico, que será o primeiro disputado na nova arena do Palmeiras, terá torcida única por recomendação do MP-SP, com apoio da Polícia Militar. A Federação Paulista de Futebol e o Palmeiras decidiram acatar a medida. O  clube do Parque São Jorge, por sua vez, divulgou nota oficial repudiando a decisão.

"O Corinthians é, foi e sempre será favorável à presença das torcidas das duas equipes nas partidas de futebol. Qualquer medida em sentido contrário atenta contra a própria razão de existir do esporte.", diz o comunicado, que ainda garante que o clube acionará a Justiça para ter o direito de ter seus torcedores na partida deste domingo, válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista.

Apesar de ter dado 'sim' ao acordo, o Corinthians exigiu a contrapartida de que o próximo clássico disputado em sua arena também tenha apenas a presença de corintianos, o que foi acertado.O MP considera a medida 'excepcional' para preservar a segurança dos torcedores e do patrimônio dos clubes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.