Pelé ameaça e acusa CPI de ?oba-oba?

O ex-ministro extraordinário dos Esportes, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, ameaçou nesta quinta-feira processar deputados que participaram da CPI da CBF/Nike. Sem citar nomes, ele acusou a comissão de fazer "oba-oba" e disse que os deputados terão de provar as suspeitas que levantaram. "Têm coisas que estão falando, principalmente da Pelé Sports & Marketing, que pode ser que criem um problema para eles", disse o ex-ministro, após participar do lançamento do programa Esporte na Escola, no Palácio da Alvorada. ?É bom pensar bem, porque é perigoso. Eles podem tomar um processo.?As declarações foram motivadas pelo pedido de indiciamento de seu sócio na empresa Pelé Sports & Marketing, Hélio Vianna, no relatório do deputado Silvio Torres (PSDB-SP). O relatório não chegou a ser votado pela CPI, que acabou sem conclusão, mas foi entregue na quarta-feira à Procuradoria-Geral da República.Em princípio, eventuais processos movidos por Pelé contra deputados não avançariam na Justiça por causa da imunidade parlamentar. A ameaça do ex-ministro não assustou o presidente da comissão, Aldo Rebelo (PC do B-SP). "Durante o ?oba-oba? da CPI, descobrimos uma montanha de falcatruas nas entidades e empresas que organizam o futebol brasileiro", respondeu ele. "Só relatamos o que foi constatado." Para o ex-jogador, a apuração da CPI deveria ter sido feita em sigilo, com o envio de irregularidades à Polícia Federal e ao Ministério Público.Rei - Pelé ficou ao lado do presidente Fernando Henrique Cardoso durante a cerimônia nos jardins do Palácio da Alvorada. Sua presença causou alvoroço entre crianças de uma escola de Brasília que estavam no local. Ao posar para fotos com FHC, ministros e os alunos, o craque do futebol foi o centro das atenções. Ele lembrou que há 30 anos já defendia o investimento em esporte na educação, a exemplo do programa lançado pelo governo para construir quadras poliesportivas e incentivar a educação física nas escolas. Pelé elogiou o novo técnico da seleção, Felipão, e os jogadores convocados para o jogo contra o Uruguai. "Eu faria o mesmo", concluiu.

Agencia Estado,

21 de junho de 2001 | 19h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.