Pelé, Cafu e Charlton aderem a 'força-tarefa' da Fifa

Pelé, Cafu e Bobby Charlton vão participar de uma força-tarefa criada pela Fifa para buscar formas de melhorar o futebol e as arbitragens até a Copa do Mundo de 2014.

REUTERS

14 de abril de 2011 | 19h17

A Fifa nomeou na quinta-feira os 22 integrantes da comissão, que deve começar a trabalhar em 10 de maio sob comando do ex-jogador e treinador alemão Franz Beckenbauer.

"O objetivo da força-tarefa é examinar propostas para melhorar a atratividade do futebol e o controle das partidas em competições de elite, em áreas como as regras do jogo, arbitragem, regulamentos das competições, futebol feminino, questões médicas e 'jogo limpo'", disse a Fifa em nota.

O grupo deve apresentar seu primeiro relatório no Congresso da Fifa de junho de 2012.

A força-tarefa foi criada como uma resposta da Fifa ao futebol feio e defensivo, especialmente na fase de grupos, e aos erros de arbitragem que marcaram a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Outros ex-jogadores envolvidos no trabalho incluem o francês Christian Karembeu, o zambiano Kalusha Bwalya e espanhol Fernando Hierro.

"Esse time tão experiente irá tratar de todas as facetas do esporte, lidando com qualquer desafio relacionado ao esporte e trazendo soluções apropriadas", disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Beckenbauer disse que "questões importantes como a tecnologia da linha do gol, os árbitros adicionais, a chamada 'tripla punição', o comportamento dentro e fora do campo, e também vários outros tópicos precisam ser discutidos e resolvidos positivamente."

(Reportagem de Brian Homewood)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTFIFACOPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.