Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Pelé canta hino do Santos em vídeo publicado pela filha; assista

Melhor jogador de futebol de todos os tempos se recupera da retirada de um tumor no cólon direito no Hospital Albert Einstein, onde está internado desde o final de agosto

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2021 | 17h09

Em processo de recuperação após a retirada de um tumor no cólon direito, Pelé mostra que está melhor a cada dia. Sua filha, Kely Nascimento, postou um vídeo nas redes sociais em que o melhor jogador de futebol de todos os tempos aparece cantando o hino do Santos, clube que defendeu por 18 anos. O momento só foi possível graças ao trabalho de Marcia e Mykon, uma banda de serenata que atende pacientes no Hospital Albert Einstein há 19 anos. 

"Música e TUDO!! Milhões de corações não são suficientes!", publicou Kely. Na terça, Pelé apareceu em outro vídeo fazendo fisioterapia no hospital que está internado em São Paulo. Com muito bom humor, o Rei do Futebol 'cogitou' uma volta aos gramados. "Amigos, envio esse vídeo que a minha esposa fez hoje, para dividir com vocês a minha alegria. Estou cercado de carinho e de incentivos para me sentir um pouco melhor todos os dias. Pedalando desse jeito, em breve eu volto pra Santos, não acham?", disse.

Sempre animado, Pelé compartilha vídeos de sua recuperação, comprovando que a volta para casa é apenas uma questão de tempo. No domingo, ele publicou uma foto fazendo a famosa comemoração do 'soco no ar'. "Como podem ver, estou dando socos no ar em comemoração a cada dia melhor", afirmou o Rei no Instagram.

Nos últimos dias, Pelé aproveitou também para reverenciar grandes nomes do futebol. Primeiro, parabenizou o ídolo Zizinho, que faria seu centenário em 2021. Depois, foi fotografado admirando a Rainha Marta, que marcou um gol e deu uma assistência na vitória do Brasil sobre a Argentina por 4 a 1, em amistoso disputado na Paraíba.

Após fazer exames de rotina no final de agosto, Pelé precisou ser internado devido à presença de um tumor no cólon direito identificado pelos médicos do Einstein. Depois de ser transferido para um quarto, o ídolo do Santos e da seleção brasileira retornou à UTI  na sexta-feira passada por conta de dificuldades respiratórias, mas teve o quadro estabilizado e pôde seguir em terapia semi-intensiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.