Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Mais comedido, Pelé completa 79 anos nesta quarta sem festa marcada

Em casa e com uma agenda mais comedida, Rei do Futebol leva a vida mais tranquila ao lado dos familiares

Robson Morelli, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2019 | 04h30

No Twitter do Museu Pelé, em Santos, o Rei do Futebol apareceu abraçado carinhosamente a uma bola. A imagem de Pelé com a bola sempre estará no imaginário de muita gente. Nesta quarta-feira, ele completa 79 anos sem festa e nada marcado em sua agenda, de acordo com informações de pessoas que o acompanham. Pelé nunca gostou de aniversários, mas sempre foi festejado pelos familiares em sua casa, onde sempre teve também o hábito de receber filhos e netos. O Estado fez uma homenagem ao Rei do Futebol com fotos especiais feitas ao longo de sua carreira. As fotos são do fotógrafo Domício Pinheiro. 

No começo deste mês, o maior jogador de todos os tempos celebrou 45 anos de seu último jogo com a camisa do Santos. Hoje, aos 79, ele já não tem mais a disposição física de antes. De cinco anos para cá, se esforçou para deixar de trabalhar um pouco. Quando o Museu Pelé foi inaugurado na região portuária de Santos, Pelé chegou a dizer ao Estado que gostaria de passar mais tempos em sua sala no museu, olhando o mar. Até então sua agenda era cheia, com viagens e muitos compromissos de patrocinadores. 

Pelé queria pisar no freio, ficar mais em casa, curtir a cidade que escolheu para morar desde que deixou Bauru para jogar no Santos. De certa forma, conseguiu. Aos 79, ele cumpre menos compromissos comerciais. 

A pouca mobilidade, agora está quase sempre amparado em uma cadeira de rodas, também o obriga a reduzir o ritmo. Suas aparições são cada vez mais raras. “Ele não tem nada marcado, nunca gostou muito de festa de aniversário”, comentou Pepito Fornos, seu assessor há mais de 45 anos. Em São Paulo, Pelé cuida melhor da saúde, faz exames médicos com mais frequência, tem melhor acompanhamento clínico, embora seja daquele tipo de paciente que torce o nariz para ir ao médico ou fazer qualquer atividade nesse sentido. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.