Pelé confirma fim do casamento com Assíria

Rei do Futebol diz que fim do relacionamento foi 'amigável' e que ele não pretende 'voltar atrás da decisão'

Agência Estado,

13 de fevereiro de 2008 | 19h39

Pelé está solteiro de novo. O maior jogador de futebol de todos os tempos confirmou nesta quarta-feira que está mesmo se separando da cantora gospel Assíria Lemos, sua mulher durante os últimos 13 anos - a crise no casamento já tinha se tornado pública em dezembro passado, mas o casal ainda tentou superar os problemas antes desse desfecho. Por meio de sua assessoria de imprensa, Pelé declarou que não pretende voltar atrás na decisão e que a questão já está na esfera jurídica. "Quando ele toma uma decisão como essa, é impossível que volte atrás", afirmou um amigo do ex-jogador. Mas Assíria ainda não desistiu do casamento. A cantora declarou nesta quarta-feira que, "como mãe e como esposa", está muito chateada com toda a situação. E que vai fazer de tudo para reverter a crise. "Somos pessoas adultas, amadurecidas, que vão saber resolver uma situação como essa", afirmou. Assíria não aceita a justificativa de "incompatibilidade de agendas" e "excesso de compromissos" apresentada por Pelé para justificar a separação. Apesar de não concordar com o (ex) marido, ela faz questão de poupá-lo de críticas. Diz que sempre foi um "marido e pai" exemplar. E que não há nada em todo o caso que "o desabone". Enquanto isso, Pelé garante que tudo está sendo conduzido "de forma amigável" e que os filhos do casal, os gêmeos Joshua e Celeste, de 11 anos, já teriam até "aceitado" a separação dos pais. Antes de Assíria, Pelé havia sido casado com Rosimeri Cholbi, com quem teve três filhos - Kelly Cristina, o ex-goleiro Edinho e Jennifer. Ele tem ainda duas outras filhas fora do casamento - Flávia Kurtz e Sandra Regina (falecida em 2006).

Tudo o que sabemos sobre:
Pelé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.