Mauricio de Souza
Mauricio de Souza

Pelé critica decisão da Fifa sobre mundiais, elogia seleção e corneta Neymar

Em entrevista ao UOL, Rei do Futebol afirma que não teme a morte

O Estado de S.Paulo

03 Fevereiro 2017 | 10h58

Ausência mais sentida durante a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 por da recuperação da na coluna lombar para "descompressão de raiz nervosa", o Rei Pelé voltou a falar. Em entrevista ao UOL, o eterno camisa 10 do Santos elogiou a seleção brasileira de Tite, criticou a decisão da Fifa em não reconhecer os mundiais antes de 2000 e também cornetou Neymar.

Após cirurgia no quadril, em 2012, retirada de cálculos renais, em 2014 e uma internação por hiperplasia na próstata, em 2015, e de ver a tragédia que vitimou quase todo a time da Chapecoense, Pelé disse que encara a morte com naturalidade aos 73 anos. "Quando a gente viajava os jogadores ficavam rezando e eu tirava o maior sarro. 'você acha que Deus vai livrar alguém que ele não queira?'. Se tiver que morrer pode ser em qualquer lugar. Pode ser na sua casa. Eu sempre encarei a morte assim. O que me preocupa é sofrer."

Mesmo sem fazer grandes aparições em eventos esportivos, o Rei continua acompanhando de perto a seleção brasileira e se diz feliz com o trabalho feito por Tite. "Desde a época de Leônidas que o Brasil sempre teve grandes jogadores. Mas o nosso problema no final qual era? Era não ter uma seleção. Isso aí por problema dos empresários, que têm uma força danada. Então não tinha um time formado. Aí aconteceu o desastre da Copa do Mundo. O Tite, agora, ele está tentando fazer o que sempre foi feito anteriormente no Brasil."

NEYMAR

Em várias oportunidades Pelé já afirmou que Neymar tem potencial para ser o melhor do Mundo, Pelé apontou um problema no jogo da maior estrela do futebol brasileiro atualmente. "Eu acho que a único problema que o Neymar tem é bola aérea. Único problema que pode prejudicar. O Cristiano Ronaldo, não é melhor... O Neymar é muito melhor que ele, tecnicamente, vem, sai pra jogar, mas a força dele foram as bolas aéreas, sabe jogar também, e é nesse quesito que o Neymar não apareceu. Você não vê uma jogada de um gol de cabeça do Neymar, e isso pesa muito quando o pessoal vai avaliar."

SANTOS

Durante a entrevista, o maior ídolo da história do Santos revelou que até hoje paga pelo camarote que tem na Vila Belmiro, estádio onde marcou 288 gols. "Eu pago até hoje o camarote no Santos, pouca gente sabe disso. Em todo lugar do mundo me dão camarote, mas lá eu pago mensalmente, nunca ninguém chegou em mim e falou: 'fica aí para você, por tudo que você fez."

O alvinegro também foi assunto quando o Rei do Futebol comentou a decisão da Fifa em não reconhecer os mundiais realizados antes de 2000. "Como eles podem querer anular um título que foi o único dos Mundiais que foi até o final e disputaram os campeões de cada região. Quer dizer, é um absurdo, né? Até difícil de entender como eles querem fazer uma besteira dessa, porque não têm razão para não considerar válidos esses títulos".

Pelo Santos, Pelé ganhou a Copa Intercontinental em duas oportunidades 62 e 63, derrotando Benfica e Milan respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.