Pelé defende saída de Teixeira

Ricardo Teixeira não pode mais ser o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e deve renunciar ao cargo, afirmou nesta quinta-feira Edson Arantes do Nacimento. "Ele não tem mais condições de continuar à frente da CBF, por conta de tudo o que a CPI do Senado mostrou", disse Pelé. O ex-jogador também elogiou o governo por ter a intenção de editar uma MP para moralizar o futebol no País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.