Pelé diz que sempre estará ao lado de Diego Maradona

No México para acompanhar o Santos, ex-jogador brasileiro diz que sempre procurou ajudar o argentino

Efe,

09 de abril de 2008 | 20h17

Em sua passagem pela Cidade do México, Pelé afirmou que sempre vai estar ao lado de Diego Armando Maradona, ao ser informado por repórteres da presença do ex-jogador argentino no país. "Não tenho dúvida que se Maradona precisar, vamos nos encontrar. Sempre o apoiei e sempre procurei ajudá-lo", disse. "Talvez Maradona esteja triste com a derrota do Boca para o Atlas", comentou Pelé, homenageado nesta quarta antes do jogo entre Chivas e Santos pela Copa Libertadores. Pelé achou normal a demissão de Hugo Sánchez do cargo de técnico da seleção do México e confirmou que Luiz Felipe Scolari seria um bom candidato ao posto. "Hugo tentou fazer o melhor e o resultado não veio. Por isso, a mudança. O Brasil também mudou de treinador duas ou três vezes nos últimos anos", comentou. Pelé disse que Scolari, cotado para o cargo de técnico da seleção mexicana, "seria um grande reforço para o México". "A Inglaterra procurou Felipão, que é um grande treinador e pode treinar qualquer equipe do mundo. Não sei se ele tem interesse, pois queria trabalhar no Brasil", completou. Pelé disse que Jesus Ramírez, técnico interino do México, tem ao seu lado o fato de haver dirigido toda uma geração, mas para ser técnico é preciso experiência internacional. "O treinador deve ter experiência internacional porque o trabalho com sub-15 é diferente do que é feito com profissionais. O treinador deve ter experiência e uma boa equipe de informação, essa é a base", definiu.

Tudo o que sabemos sobre:
PeléDiego Maradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.