Susana Vera/Reuters
Susana Vera/Reuters

Pelé: 'O único gol de cabeça de Maradona foi com a mão'

Em evento promocional, brasileiro não perdeu a oportunidade de provocar o técnico da seleção argentina

EFE

17 de setembro de 2009 | 10h18

Em visita a Madri, nessa quinta-feira, o ex-jogador Pelé disse que o melhor jogador foi Alfredo di Stéfano e que Diego Maradona "não chutava bem com a direita e não fazia gol de cabeça". O brasileiro acrescentou que o único gol importante do argentino "foi com a mão".

 

"As pessoas discutem Pelé e Maradona. Di Stéfano é para mim o melhor. Maradona é um grande jogador, mas não chutava bem com a direita e não fazia gol de cabeça. O único gol de cabeça importante que marcou foi com a mão (contra a Inglaterra na Copa do Mundo do México em 1986)", disse Pelé, em um ato organizado pelo Banco Santander.

 

O brasileiro confessou também que ficou muito perto de ser contratado pelo Real Madrid, mas que estava muito à vontade no Santos. "Não joguei na Europa porque estava muito bem no Santos. Tinha muitas propostas, mas não tinha interesse. Eu viria com Didi a Madri, mas não tive vontade de sair".

 

Questionado sobre seu milésimo gol, reconheceu que foi um momento muito especial. "Todos estavam esperando no Brasil. Quando coloquei a bola para bater o pênalti, o Maracanã começou a gritar: 'Pelé, Pelé'. Minhas pernas tremiam, mas, felizmente o gol entrou. Sofri um pouco, mas entrou", afirmou.

 

Além disso, afirmou que não passa por sua cabeça se candidatar à Presidência da Fifa. "O presidente da Fia disse que, quando saísse, daria o posto a Pelé, como uma piada. Saiu que eu queria ser presidente, mas não é verdade", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.