"Pelezinho" prefere a bola ao cinema

Ele acordou no horário de sempre. Tomou café com leite, pão e manteiga. Naquela dia, não foi à escola. No final da tarde, colocou a sua melhor roupa: calça jeans, tênis e camiseta. O pai e a mãe também se arrumaram. Para Marcos Leandro Delfino, aquela quinta-feira de março do ano de 1998 seria um dia normal se ele não tivesse de ir "até a cidade". Para o pequeno, significava sair de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, e ir até a Avenida Paulista. O motivo? Era a primeira vez que entraria em um cinema. Na tela, o astro era ele mesmo: o menino Marquinhos, que viveu o personagem Pelé, no filme Uma História do Futebol, de Paulo Machline, indicado agora em 2001 para o Oscar de melhor curta-metragem.Leia matéria completa no Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.