Manchester City| Divulgação
Manchester City| Divulgação

Pellegrini confirma 4 desfalques do City para duelo decisivo

Equipe enfrentará o Arsenal pelo Campeonato Inglês

Estadão Conteúdo

06 de maio de 2016 | 11h17

O técnico Manuel Pellegrini confirmou nesta sexta-feira que o trio do setor defensivo Vincent Kompany, Pablo Zabaleta e Aleksandar Kolarov, além do meio-campista David Silva, todos lesionados, irão desfalcar o Manchester City no duelo decisivo que o time fará contra o Arsenal, em casa, no domingo, pela penúltima rodada do Campeonato Inglês.

Na quarta posição da tabela, com 64 pontos, o City está três atrás do Arsenal, o terceiro colocado, e os dois times lutam para conquistar uma vaga direta na fase de grupos da Liga dos Campeões - somente os três primeiros vão direto para este estágio da competição continental, enquanto o quarto lugar obriga a equipe a disputar um playoff para ingressar no principal torneio de clubes da Europa.

Para completar, o City ainda convive com a ameaça do Manchester United, quinto colocado, com 60 pontos, e ainda com chances de alcançar o rival nas duas rodadas finais. Neste sábado, o United encara o Norwich, fora de casa.

"Pablo, Vincent, Silva e Kolarov estão todos fora", avisou Pellegrini, que ainda foi além nesta sexta ao dizer que não sabe se o capitão do City, Vincent Kompany, terá condições de defender a Bélgica na Eurocopa, marcada para acontecer entre 10 de junho e 10 de julho, na França.

O defensor belga tem sofrido com uma série de lesões e terá de ser avaliado em breve para saber se poderá disputar a competição continental. E o problema sobre a condição física do atleta passará em breve a ser acompanhado de perto por Pep Guardiola, que assumirá o comando do City após o término desta temporada.

"Temos de falar com o médico, com o jogador e com as pessoas que estarão no comando do City na próxima temporada", afirmou o comandante chileno, que fará neste final de semana a sua última partida no Etihad Stadium como técnico da equipe. "Será um jogo especial porque terminamos aqui depois de três anos intensos. Terei emoções no domingo, mas prefiro não mostrá-las de maneira externa", completou, lembrando que terá de seguir focado no desafio de classificar o time para a Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.