Pênaltis dão título goiano ao Crac

O Crac ganhou neste domingo o segundo título goiano de sua história - o outro foi em 1967. A conquista veio com a vitória nos pênaltis sobre o Vila Nova, por 5 a 4, após vencer por 3 a 0 no tempo normal. Jogando em Catalão, com o apoio de sua torcida, o Crac sabia que precisava ir ao ataque, pois tinha perdido o primeiro jogo por 2 a 1 e o rival tinha a vantagem do empate - no Campeonato Goiano, o saldo de gols não conta como critério de desempate.E o gol saiu logo. Aos 45 segundos, Sandro Oliveira aproveitou a falha do zagueiro Michael e do goleiro Kiko e abriu o placar para o Crac. No segundo tempo, o time da casa continuou melhor, anulando o ataque do Vila Nova. Assim, chegou fez 2 a 0, na cobrança de falta de Celinho.O Vila Nova teve boas chances aos 23 e aos 24 minutos, com Sandro e Evandro, respectivamente. Mas o goleiro Hélder defendeu as duas bolas. Depois, aos 41, Guaru marcou mais um para o Crac.Na decisão por pênaltis, Luciano desperdiçou a cobrança do Vila Nova e o Crac acabou comemorando a vitória por 5 a 4. Com o título, a equipe garantiu uma vaga na Copa do Brasil de 2005. "Entramos em campo dispostos a jogar, a vencer e a mostrar que temos qualidade para sermos campeões", festejou o técnico Wanderley Paiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.