Pênaltis perdidos tiram sono de Alex

A classificação do Palmeiras para as semifinais da Copa Libertadores da América não garantiu ao meia Alex uma noite tranqüila. Na chegada a São Paulo, após o dramático jogo de quarta-feira contra o Cruzeiro, no Mineirão, ele admitiu que os dois pênaltis que perdeu na partida perturbaram seu sono. "Não consegui dormir direito", revelou o jogador.Alex lamentou especialmente a primeira bola na trave, durante o primeiro tempo da partida, "porque o goleiro caiu para o lado contrário". A segunda bola, já na decisão por pênaltis, também bateu no canto da trave e saiu. "Não dá para dizer que o pênalti foi bem batido. Se não entrou, foi mal batido", resumiu. No entanto, o meia afirmou que o episódio não vai impedi-lo de enfrentar situação semelhante contra o Boca Juniors, nas semifinais da Libertadores. "Se precisar bater pênalti, vou bater."Os estádios Palestra Itália, onde o Palmeiras manda seus jogos, e La Bombonera, onde atua o Boca Juniors, são considerados verdadeiros "alçapões" e Alex já prevê desafios no confronto das semifinais. Segundo ele, na Argentina, os torcedores ficam muito mais próximos do campo do que no campo palmeirense e a pressão é maior. "Até a estrutura dos dois estádios é diferente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.