Divulgação
Divulgação

Penapolense leva virada do Mogi Mirim na estreia de PC Gusmão

Nem a estreia do técnico PC Gusmão mudou a rotina do Penapolense, que perdeu para o Mogi Mirim, por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira à tarde, no Estádio Romildo Ferreira, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O Mogi continua invicto e na vice-liderança do forte Grupo A, agora com 11 pontos, dois atrás do líder São Paulo. De outro lado, o time de Penápolis permanece com dois pontos no fraco Grupo D, ainda sem vencer.

Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2015 | 19h05

Motivado com a estreia de PC Gusmão, que entrou no lugar de Narciso, os jogadores do Penapolense seguiram à risca as orientações do novo comandante: atenção na marcação e velocidade no ataque. O Mogi não conseguia infiltrar e nem furar a defesa do visitante, que a partir da metade do primeiro tempo passou a ser perigosa nos contra-ataques.

Aos 29 minutos, Ronaldo Mendes pegou a bola na frente do gol, mas bateu para fora. Ele corrigiu seu erro com um passe precioso em diagonal para Léo, nas costas da defesa. O atacante entrou na área em velocidade e tocou por baixo na saída do goleiro Daniel para abrir o placar, aos 35 minutos. O Mogi só teve uma chance com Magrão, numa virada aos 44 minutos, mas que foi para fora.

No intervalo, Claudinho Batista tentou acertar sua marcação com a saída de Geovane para a entrada de Thomas Anderson. De início, a mudança não pareceu a correta, mas deu certo. Foi na medida, porque Thomas marcou os dois gols da virada, aproveitando falhas de marcação adversária.

O empate saiu aos 20 minutos. Após falta pela intermediária, o zagueiro André Luis, na pequena área, tocou para trás de cabeça e Thomas Anderson completou de perna esquerda do outro lado. Cinco minutos depois, saiu um levantamento do lado direito e o goleiro Leandro Santos não cortou. Magrão ajeitou de cabeça para o centro da pequena área, onde Thomas Anderson teve apenas o trabalho de empurrar para as redes. 

Além de sentir "o golpe" da virada, o Penapolense mostrou falta de condicionamento físico para imprimir uma reação. Nos últimos minutos, Vitinho foi catimbar, recebeu o segundo cartão amarelo e depois o vermelho. Por reclamação, o técnico Claudinho Batista também foi expulso já nos acréscimos.

No final de semana, os dois times jogam pela sexta rodada, domingo, a partir das 18h30. O Mogi Mirim vai sair diante do Rio Claro, enquanto o Penapolense vai receber o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA:

MOGI MIRIM 2 x 1 PENAPOLENSE

MOGI MIRIM - Daniel; Valdir, Fábio Sanches e André Luis e Leonardo; Magal, Hygor (Vitinho), Val e Edson Ratinho (Romário); Magrão e Geovane (Thomas Anderson). Técnico: Claudinho Batista.

PENAPOLENSE - Leandro Santos; Arnaldo, Jailton, Gualberto e João Lucas (Bruninho); Gilmak, Washington, Ronaldo Mendes (Lincon) e Rafael Costa; Diego Rosa (Roni) e Léo. Técnico: PC Gusmão.

GOLS - Léo, aos 35 minutos do primeiro tempo. Thomas Anderson, aos 20 e aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Edson Ratinho, Leonardo e Vitinho (Mogi Mirim).

CARTÃO VERMELHO - Vitinho (Mogi Mirim).

ÁRBITRO - Raphael Claus.

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 349 pagantes.

LOCAL - Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.