Penapolense vence Rio Claro em casa e deixa zona da degola do Paulistão

Na briga contra o descenso e por melhores posições, o Penapolense levou a melhor sobre o Rio Claro e venceu por 1 a 0, nesta sexta-feira, no estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP), pela 11.ª rodada. O resultado reabilitou o time da casa da derrota para o Botafogo. Mais importante do que isso, o colocou na terceira colocação do Grupo D, com 12 pontos, e ainda o deixou na 12.º posição geral, fora da zona de queda. Do outro lado, o clube visitante, que vinha de vitória fora sobre o São Bernardo, continua com 11 pontos, na 13.ª colocação geral e em quarto lugar do Grupo B.

Estadão Conteúdo

20 Março 2015 | 21h38

Esta foi a terceira vitória do Penapolense, contra a sexta derrota do Rio Claro. Com o campo molhado, devido às frequentes chuvas que caem em todo o Estado, o Rio Claro se posicionou bem na defesa e praticamente não deixou o time de Penápolis chutar uma vez com perigo ao goleiro Richard.

Os dois times tentavam a ligação direta, devido à falta de condições de tocar a bola e trocar passes. O Rio Claro foi mais perigoso em uma cobrança de falta da intermediária de Gilberto, que obrigou Samuel Pires a se esticar para mandar a escanteio.

O time da casa entrou nos vestiários debaixo de vaias. Tanto que voltou com duas mudanças. O meia Rafael Costa entrou no lugar de Fernando e o atacante Crislan na vaga do apagado Léo. Ambos participaram do gol da vitória, aos sete minutos. Rafael Costa, do meio de campo, fez um levantamento longo para Crislan. Ele protegeu a bola com o corpo, evitou a marcação do zagueiro e bateu forte de esquerda. Um belo gol.

Rapidamente, o técnico Estevam Soares "abriu" o Rio Claro com a entrada de Macena no lugar do meia Patrik e aproveitou o recuo natural do Penapolense. Pouco depois, queimou suas outras duas trocas com as entradas de Carlinhos e Jefferson Paulista, respectivamente, nos lugares de Bruno Catanhede e Guaru. Apesar do maior volume em campo, o visitante não ameaçou o goleiro Samuel Pires e, portanto, não chegou ao empate, resultado que já seria bem recebido.

Nesta terça-feira, às 19h30, o Rio Claro vai abrir a 12.ª rodada em casa, no estádio Augusto Schimit, contra o XV de Piracicaba. Dois dias depois, o Penapolense vai sair diante do Corinthians, em São Paulo, a partir das 19h30, no estádio Itaquerão.

FICHA TÉCNICA

PENAPOLENSE 1 x 0 RIO CLARO

PENAPOLENSE - Samuel Pires; Arnaldo, Jaílton, Luiz Gustavo e Ronaldo Mendes; Fernando (Rafael Costa), Washington, Gilmak e Sérgio Mota (Rodrigo Souza); Léo (Crislan) e Diego Rosa. Técnico: PC Gusmão.

RIO CLARO - Richard; Vinícius Bovi, Pitty, Gilberto e Renan Diniz; Alê, Patrik (Macena), Matheus e Guaru (Jefferson Paulista); Paulinho e Bruno Catanhede (Carlinhos). Técnico: Estevam Soares.

GOL - Crislan, aos 7 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Rafael Costa (Penapolense); Paulinho, Jefferson Paulista e Vinícius Bovi (Rio Claro).

ÁRBITRO - Alessandro Darcie.

RENDA - R$ 48.995,00.

PÚBLICO - 3.115 pagantes.

LOCAL - Estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.