Pentacampeões devem fazer jogo no Japão em prol de vítimas da tsunami

Plano é de reeditar final da Copa daquele ano, reunindo jogadores das seleções alemã e brasileira

AE, Agência Estado

10 de maio de 2011 | 15h42

ZURIQUE - Capitão da seleção brasileira na conquista do título da Copa do Mundo de 2002, Cafu está ajudando a organizar uma partida amistosa no Japão com a intenção de arrecadar fundos para as vítimas do terremoto, seguido de um tsnunami, que atingiu o país neste ano.

O plano é que a partida reúna em uma das equipes jogadores que formaram as seleções de Brasil e Alemanha na Copa do Mundo de 2002, quando ambas disputaram a final da competição. O outro time seria uma seleção internacional. E o duelo aconteceria em Yokohama, que sediou a decisão do Mundial há nove anos.

Cafu disse que a partida poderia trazer felicidade para as pessoas no Japão, na sequência do terremoto e do tsnunami de março. "Sinto-me na obrigação de retribuir ao povo japonês tudo o que eu ganhei lá", afirmou Cafu.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que vai ajudar a organizar o jogo, que está previsto para dezembro. Blatter afirmou que vai visitar o Japão em 23 de maio para discutir como a Fifa pode ajudar a reconstruir um centro de futebol perto de Sendai, que foi destruído. Cafu já havia anunciado planos para realizar um jogo semelhante no Catar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.