Pentacampeões voltam à seleção na sexta

Os craques do pentacampeonato mundial vão estar de volta à seleção na sexta-feira, quando o técnico Carlos Alberto Parreira anunciará a lista parcial de convocados para o jogo de estréia do Brasil nas eliminatórias do Mundial de 2006 - com a Colômbia, dia 7 de setembro, em Barranquila. Ronaldo, Roberto Carlos e Cafu têm presença garantida na relação, assim como Ronaldinho Gaúcho, com uma ressalva. Ele se juntará ao grupo nos treinos, mas só poderá atuar na segunda partida do torneio, dia 10, contra o Equador, em Manaus. Ronaldinho Gaúcho tem de cumprir suspensão de um jogo por causa de sua expulsão na partida contra a Turquia, pela Copa das Confederações. Parreira deve chamar Rivaldo e Roque Júnior, embora não venham atuando regularmente pelo Milan. "Não estão jogando, mas gozam da nossa confiança", disse, referindo-se à dupla. Na semana que anteceder à partida com a Colômbia, ele convocará o restante do grupo - os que jogam no Brasil. O técnico lamentou o limite de 18 nomes para cada compromisso das eliminatórias. Disse que o ideal seria chamar 22 a fim de enriquecer os treinos preparatórios. Como a seleção só deve ter três dias de trabalho tático antes da viagem à Colômbia, Parreira tende a optar por levar somente 18 jogadores para a Granja Comary, em Teresópolis, para onde a equipe seguirá na quarta-feira, dia 3. Evitaria assim o constrangimento do corte de quatro atletas na véspera e a reclamação dos clubes. Parreira vai dar atenção também a outro aspecto na convocação: o da versatilidade. Deve ter peso na composição da lista a capacidade de um ou outro jogador de atuar em mais de uma posição. Como o tempo para treinos é curto, o técnico enfatizará o aspecto psicológico nas duas primeiras apresentações das eliminatórias. Tanto que já convidou o terapeuta Evandro Mota para uma palestra durante a permanência da seleção na Granja Comary. "Temos de motivar o time para que tenha a ambição de querer ser campeão do mundo novamente. O Evandro vai falar sobre resultado e desempenho." Se alguém se contundir no jogo com a Colômbia, vai poder ser substituído para a partida seguinte, três dias depois, com o Equador. Neste caso, Parreira até poderia convocar um atleta em atividade no exterior, desde que o clube concorde em cedê-lo. A Fifa estabelece que as seleções têm de relacionar com 15 dias de antecedência jogadores de clubes fora do país. O treinador viaja esta noite para os Estados Unidos, acompanhado do coordenador da seleção, Zagallo. Eles pretendem assistir ao amistoso Colômbia x Eslováquia, quarta-feira, em Nova York.

Agencia Estado,

18 de agosto de 2003 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.