Pepe aposta na vaga de Portugal: 'Acredito em milagres'

O zagueiro Pepe aposta no "milagre" da classificação de Portugal para as oitavas de final da Copa do Mundo. De volta após suspensão, ele estará em campo contra Gana na partida desta quinta-feira, quando os portugueses jogam suas últimas fichas para tentar avançar na competição.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 19h37

"Eu acredito em milagres, acho que é possível para nós. Sei que é difícil, mas precisamos lutar", disse o jogador do Real Madrid, nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, no Estádio Nacional de Brasília, local do jogo decisivo.

O milagre a qual Pepe se refere é o fato de Portugal ter que golear os africanos e torcer por uma vitória igualmente robusta da Alemanha sobre os Estados Unidos, a fim de igualar a pontuação e levar vantagem no saldo de gols. O problema é que alemães e norte-americanos se classificam com um tranquilo empate.

Mesmo assim, o defensor não acredita que a partida terá caráter amistoso. "Somos todos profissionais, não devemos entrar nesse mérito. Temos que respeitar a mágica que o futebol tem. Não passou pela nossa cabeça que isso (empate proposital) possa ocorrer", comentou. "Nossa ideia é vencer o jogo e depois ver o que acontece", completou.

Sobre a expulsão no lance com o atacante Thomas Müller, na estreia de Portugal na Copa, Pepe disse que ficou triste por ter deixado o time em uma situação complicada, e, apesar de ter um histórico considerável de expulsões, negou problemas de temperamento. "Não sou ''cabeça quente''", retrucou ao responder a um jornalista.

Ele também negou preocupação com eventuais consequências negativas à sua reputação decorrentes do elevado número de suspensões. "Meu clube (o Real Madrid) sempre me apoia, assim como muitos portugueses, que me dão força para superar as dificuldades", completou.

Com a sobrevida do gol de empate contra os Estados Unidos, na rodada passada, Portugal enfrentará Gana às 13 horas desta quinta-feira, em busca de uma improvável vaga na fase de oitavas de final do Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolPepe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.