Alexandre Schneider/AP
Alexandre Schneider/AP

Pepê vê Gre-Nal como 'jogo normal', mas admite 'mais raça' para bater o Inter

Atacante fez o gol da vitória por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, pela Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2020 | 00h24

O Grêmio somou seu décimo clássico sem perder para o Internacional. A vitória por 1 a 0 no Beira-Rio, nesta quarta-feira, pela Copa Libertadores, fez o clube tricolor se reabilitar no torneio e se aproximar da classificação. Apesar da pressão, o atacante Pepê, autor do único gol do duelo, tratou a partida como apenas mais uma.

"A gente enfrenta um Gre-Nal como qualquer outro jogo. A torcida fala em campeonato a parte, mas trabalhamos da mesma maneira independente do adversário. Claro que tem um pouco mais de raça nos clássico, pois sabemos que a pressão é sempre maior", declarou o atacante.

A vitória do Grêmio levou o time aos mesmos sete pontos do Internacional, mas ainda atrás nos critérios de desempate. América de Cali e Universidad Católica somam quatro. Agora, o clube tricolor tem dois jogos em casa para carimbar sua classificação às oitavas de final.

"Uma vitória muito importante por ser um jogo fora de casa e na Libertadores. Não fizemos um bom jogo no Chile, mas hoje conseguimos um bom resultado que nos dará mais confiança para a sequência da competição", completou.

Pepê ainda citou a importância de Everton Cebolinha em seu crescimento como profissional. "Everton é um grande jogador. Ele sempre me ajudou bastante, tanto nos treinos quanto nos jogos. Aprendi muito com ele e hoje posso implementar isso ao lado dos meus companheiros", finalizou.

Após o duelo, já no vestiário, o Grêmio postou uma foto nas redes sociais em tom de provocação aos dez jogos sem perder clássico para o Internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.