Pepsi quase foi embora. Hicks quer ir

A crise financeira que ameaça os clubes brasileiros atingiu em cheio também os parceiros do Corinthians. O discurso do presidente Alberto Dualib na última reunião do Cori (Conselho de Orientação), quinta-feira passada, não deixou dúvidas: se a estrutura atual do futebol brasileiro não passar por uma grande reformulação conceitual e financeira, o caos será inevitável.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.