Pequeno incêndio atinge estádio da final da Copa do Mundo de 2018

Os organizadores da Copa do Mundo de 2018 devem ter levado um grande susto nesta segunda-feira. Palco da final do torneio marcado para a Rússia, o Estádio Luzhniki teve um pequeno incêndio, despejando grande quantidade de fumaça em Moscou, embora não tenha provocado graves danos.

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2015 | 13h29

As autoridades disseram que o fogo foi apagado rapidamente e não deixou feridos. Além disso, elas também indicaram que o incêndio começou após uma faísca, gerada por um trabalho de soldagem, cair sobre materiais acumuladores nos arredores do estádio.

O ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, responsável por supervisionar os preparativos da Rússia para sediar a próxima Copa do Mundo, disse à imprensa local que "o incêndio não causou qualquer dano ao estádio".

O Estádio Luzhniki está sendo remodelado para a Copa de 2018, como aconteceu com várias arenas do Brasil para o torneio do ano passado, e terá capacidade para 81 mil espectadores. Além disso, também será palco do jogo de abertura e de uma das semifinais da competição.

A arena moscovita já recebeu outros eventos históricos. O estádio foi um dos palcos dos Jogos Olímpicos de 1980 e também recebeu a decisão da Liga dos Campeões da Europa na temporada 2007/2008, em que o Manchester United superou o Chelsea nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.